Sahifa fully responsive WordPress News, Magazine, Newspaper, and blog ThemeForest one of the most versatile website themes in the world.

Mamoplastia Redutora

A mastoplastia ou mamoplastia redutora é a cirurgia realizada quando existe uma queixa em relação ao volume e peso excessivo das mamas que, em alguns casos, podem causar dores intensas e até deformidades na coluna. Com este procedimento, é possível chegar a uma medida satisfatória, proporcionando melhorias estéticas e funcionais, além de efeitos positivos na autoestima.

Indicação:


Pacientes com hipertrofia mamária (mamas volumosas e pesadas) ou mamas assimétricas (de diferentes tamanhos), que apresentem repercussão funcional (má postura, dores na coluna e até limitações físicas).

A Cirurgia


A mamoplastia redutora está indicada no tratamento dos casos de hipertrofia mamária. Esta decorre de um crescimento excessivo das mamas, as quais, devido ao peso e tamanho, determinam problemas, como dor nas costas, alterações na postura e na coluna vertebral, marcas nos ombros pelas alças de sutiãs e dificuldade de encontrar roupas que se adaptem as mamas e ao corpo (desproporção entre as mamas e o restante do corpo). Além de alterações físicas, a hipertrofia mamária pode ocasionar insatisfação com a própria imagem corporal e baixa autoestima, interferindo de forma importante na qualidade de vida das pacientes.

A mamoplastia redutora reduz o peso e o tamanho das mamas, permitindo alcançar proporções mais harmônicas entre as mamas e o corpo. Na maioria das vezes, a hipertrofia se associa a algum grau de ptose (queda) mamária, cuja correção está associada à cirurgia.

Cicatrizes


Existem várias técnicas descritas para a redução mamária, as quais podem resultar em cicatrizes de tamanho, posição e desenhos variados. Dependendo das características das mamas, como tamanho, consistência, forma, ptose (queda) associada e qualidade da pele, pode ser preferível determinada técnica a outra, resultando em determinadas cicatrizes. Costuma-se dizer que “as mamas terão as cicatrizes que merecem” em função das suas condições antes da cirurgia.

As técnicas mais comuns de mamoplastia redutora deixam as cicatrizes mamárias em forma de “T” invertido ou “L” e ao redor da aréola (Peri areolar), sendo localizadas em áreas que podem ser encobertas pelas vestes de banho. A cicatriz Peri areolar tende a ficar disfarçada devido a sua situação na transição de cor da aréola para a pele adjacente e os componentes horizontais do “T” invertido ou “L”, por sua vez, tendem a ficar escondidos pela sua posição no sulco Inframamárias.

Anestesia


Anestesia local com sedação, anestesia geral ou anestesia peridural, dependendo da avaliação de cada caso pela equipe cirúrgico- anestésica. Isso é discutido com a paciente, ponderando-se sobre todos os aspectos.

Duração da cirurgia


Em média de três a quatro horas. Dependendo do caso, existem detalhes que podem prolongar esse tempo.

Período de internação


Geralmente, de 12 a 24 horas.

Pós-operatório


Evolução pós-operatória

Felizmente, esta cirurgia permite-nos posicionar as cicatrizes bastante disfarçadas, o que é muito conveniente nos primeiros meses. Para melhor esclarecê-la sobre a evolução cicatricial, vamos relatar os diversos períodos pelos quais as cicatrizes passarão:

Período Imediato:

Até o 30º dia e apresenta-se com aspecto excelente e pouco visível. Alguns casos apresentam discreta reação aos pontos ou ao curativo.

Período Mediato:

Vai do 30º dia até o 12º mês. Neste período haverá espessamento natural da cicatriz, bem como mudança na tonalidade de sua cor, passando de “vermelho” para o “marrom”, vai, aos poucos, clareando. Este período, o menos favorável da evolução cicatricial, é o onde mais preocupa as pacientes. Como não podemos apressar o processo natural da cicatrização, recomendamos às pacientes onde não se preocupem, pois, o período tardio se encarregará de diminuir os vestígios cicatriciais.

Período Tardio:

Vai do 12º ao 18º mês. Neste período, a cicatriz começa a tornar-se mais clara e menos consistente atingindo o seu aspecto definitivo. Qualquer avaliação do resultado definitivo da cirurgia do abdome deverá ser feita após este período.


Recomendações gerais Pós-operatório Termo de consentimento

Perguntas Frequentes

A cirurgia de redução das mamas deixa cicatrizes?
A Mamoplastia Redutora deixa cicatrizes pequenas, geralmente em forma de “T” invertido e “L” que ficam ocultas pelo biquíni, nas regiões periareolares e submamárias.
Onde se localizam as cicatrizes?
Dependendo da técnica empregada, poderemos ter variações quanto às cicatrizes. Normalmente existem cicatrizes situadas em forma de “T” invertido, na parte inferior da mama. Aquela situada em torno da aréola fica bastante disfarçada pela própria condição de transição de cor entre a aréola e a pele normal. Outros tipos de cicatrizes, como em “I “, “L /J “ ou periareolares, são viáveis.
Ouvi dizer que algumas pacientes ficam com cicatrizes muito visíveis? Por que isso acontece?
A cicatrização é um processo extremamente pessoal, e algumas pessoas apresentam tendências à queloides e problemas cicatriciais. No entanto, essa propensão poderá ser verificada no pré-operatório.
Existe correção para as cicatrizes hipertróficas?
Existem cirurgias e tratamentos que melhoram a estética das cicatrizes, deixando muito menos visíveis. Mas é outro procedimento e sua viabilidade deve ser discutida com o médico para que não sejam criadas falsas expectativas.
Como ficarão minhas novas mamas, em relação ao tamanho e consistência?
Existem cirurgias e tratamentos que melhoram a estética das cicatrizes, deixando muito menos visíveis. Mas é outro procedimento e sua viabilidade deve ser discutida com o médico para que não sejam criadas falsas expectativas.
Em quanto tempo atingirei o resultado definitivo?
Apesar do resultado imediato satisfazerem bastante às pacientes, somente entre o 12º e 18º mês é que as mamas atingirão sua forma definitiva.
No caso de nova gravidez, o resultado permanecerá ou ficará prejudicado?
Em casos de redução muito grande de volume, a lactação pode ser prejudicada, mas isso tem de ser verificado com o ginecologista. Com relação ao resultado final, ele não será alterado, desde que o peso da gestante seja mantido sob controle.
O pós-operatório desta cirurgia é doloroso?
O processo pós-operatório de uma Mamoplastia Redutora normal não costuma ser doloroso, desde que as orientações médicas sejam todas seguidas.
Há perigo nesta operação?
Todo procedimento cirúrgico envolve riscos, mas, se feita por um cirurgião habilitado, e seguindo todas as orientações, raramente são observadas complicações.
Qual o tipo da anestesia utilizada?
A anestesia varia conforme o caso. Podem ser usadas local, geral, peridural ou associada.
Quanto tempo dura o ato cirúrgico?
O tempo do ato cirúrgico varia conforme a quantidade de volume mamário retirado. Em média, varia entre duas horas e meia e quatro horas.
Qual o período de internação?
De 12 a 24 horas.
São utilizados curativos?
Sim. Curativos elásticos e modelantes, especialmente adaptados a cada tipo de mama. São trocados periodicamente.
Quando são retirados os pontos?
Inicia-se em torno do 7º ao 12º dia, sem maiores incômodos.
Quando poderei tomar banho completo?
Dependendo do caso, até no dia seguinte à cirurgia. Tudo irá depender da evolução da sua cirurgia, assim como o tipo de curativos, observando-se apenas os cuidados especiais que serão ensinados pelo seu médico.
Quando poderei retornar aos meus exercícios?
Exercícios para membros inferiores podem ser reiniciados de maneira gradual e leve após 10 e 15 dias. Já os exercícios para membros inferiores deverão ser retomados após, pelo menos, 45 dias.
Responsive ThemeForest Wordpress Theme Avada bigtheme.net/wordpress/themeforest/323-avada BIGtheme.net